* Fanáticos religiosos atacam sites de Fanáticos ateus

Ateus australianos sofreram ataques em dois de seus principais sites, o Atheist Foundation of Australia (AFA) e o Global Atheist Convention, que ficaram fora do ar devido a um imenso tráfego gerado ao final da tarde de terça-feira.

Os ataques podem estar relacionados ao evento Global Atheist ConventionThe God Delusion e a escritora de comédias australiana Catherine Deveny. (Convenção Global de Ateus, em português), que está programado para acontecer em Melbourne, em março do ano que vem. Entre os palestrantes, estão o inglês Richard Dawkins, autor do livro

Cerca de mil ingressos para a convenção já haviam sido vendidos pelo site, que é gerenciado pela AFA. A fundação divulga o evento como o maior encontro de ateus da história da Austrália, mas as vendas acabaram suspensas devido ao ciberataque.

O site The Inquirer explica que, na Austrália, os religiosos conservadores têm voz política poderosa, apesar de serem em número reduzido. Ao que parece, além da força, eles também contam com a sorte, pois a empresa que hospedava os websites desligou-os após os ataques, forçando os ateus a procurarem novos servidores.

O site do jornal australiano The Sydney Morning Herald traz uma declaração de David Nicholls, presidente da AFA, onde ele explica que ainda não está claro se os ataques foram motivados pela religião ou vieram de grupos cristão conservadores, irritados com as tentativas da fundação de criar uma sociedade menos dependente da religião.

Entretanto, o fato de dois sites distintos, relacionados ao ateísmo, terem ficado fora do ar, sugere que eles realmente foram alvos de um ataque premeditado.

***

Coisa de fanáticos mesmo.Não é justo, nem democrático nem cristão,se utilizar de qualquer forma de violência para “defender” a verdade.

Esse é o perigo do fanatismo,sacrifica-se a liberdade em nome de percepções religiosas subjetivas,retirando das pessoas o direito que elas tem de crerem ou não.

A fé não se impõem!

Mesmo não concordando com os ateus eles tem o direito legal de se expressarem dentro das normas que regem as sociedades livres.

Assim como nós, cristãos!

Deixe um comentário