Projeções de Fé

A Origem dos Guardiões

Acredito que todos, quando criança, acreditavam em Papai Noel, Fada do Dente e Coelho da Páscoa. O que acham de um filme com todos estes seres e outros mais?

SINOPSE

As crianças do mundo inteiro são protegidas por um seleto grupo de guardiões: Papai Noel, Fada do Dente, Coelho da Páscoa e Sandman. São eles que garantem a inocência e as lendas infantis. Mas um espírito maligno, o Breu, pretende transformar todos os sonhos em pesadelo, despertando medo em todas as crianças. Para combater este adversário poderoso, a Lua designa um novo guardião para ajudar o grupo: Jack Frost, um garotinho invisível que controla o inverno. Sem conhecer sua própria vocação de guardião, ele embarca em uma aventura na qual vai descobrir tanto sobre as crianças quanto sobre seu próprio passado.

ANÁLISE

O tão cultuado autor católico GK Chesterton, no livro Ortodoxia, escreveu assim:

(…) O conto de fadas discute o que o homem sensato fará num mundo de loucura. (…)

O país das fadas nada mais é do que o país ensolarado do bom senso. Não é a terra que julga o céu, mas o céu que julga a terra; assim, para mim pelo menos, não era a terra que criticava a Elfolândia, mas a Elfolândia que criticava a terra. Conheci o pé de feijão mágico antes de provar feijão; tive certeza sobre o homem na Lua antes de ter certeza sobre a Lua. Isso está em harmonia com a tradição popular. (…)

Há a lição de “Cinderela”, que é a mesma do  Magnificat  — EXALTAVIT HUMILES. Há a grande lição de “A Bela e a Fera”, dizendo que uma criatura precisa ser amada  ANTES  de ser amável. Há a terrível alegoria de “A Bela Adormecida”, dizendo como a criatura humana foi abençoada com todos os seus dons recebidos ao nascer, e, no entanto, amaldiçoada com a morte; e como a morte pode ser suavizada em sono. (…)

Ou seja, para ele os contos de fadas eram uma forma de moldar a consciência de uma criança, e traz sempre uma lição moral. Este é o caso deste filme.

Primeiro tenho que deixar claro que todos os personagens foram tratados como seres mitológicos, sem qualquer conotação religiosa. Assim, o Papai Noel e o Coelho da Páscoa são aqueles seres que nos apresentaram quando crianças, apenas isso. Então, por mais que alguém tenha suas críticas (muitas vezes severas) quanto a estes dois personagens, tente deixar de isso de lado ao assistir este filme.

A caracterização dos personagens é muito interessante e foge daquelas visões clássicas que temos:

– o Papai Noel parece um daqueles senhores de 60 anos, grande, forte, careca, barbudo, tatuado e motoqueiro (você fica esperando que em algum momento ele suba em sua Harley-Davidson), e não tem nada daquele senhor de bochechas rosadas e uma dócil simpatia;

– o Coelhinho da Páscoa é o Coelhão da Páscoa, com 1,85m e todo marrento;

– a Fada dos Dentes e suas fadinhas parecem beija-flores, até mesmo com a agitação própria das asas destes pássaros;

– o Bicho Papão não tem aquela imagem de monstro, mas sim um homem com ar sombrio.

E nós somos apresentados a dois seres não tão comuns para muitos países: Jack Frost e Sandman.

O primeiro é uma personificação do inverno no hemisfério norte, que vive solitário e tem o poder de congelar as pessoas, mas no filme é um rapaz que não lembra de seu passado e ninguém acredita em sua existência, sendo invisível para todos. Mesmo que no filme ele tenha mais de 300 anos, ele ainda é um adolescente, e essa “rejeição” o faz sofrer.

Sandman é o responsável por criar sonhos bons para as crianças enquanto elas dormem, e nos aparece como uma figura simpática que não fala, mas diz muito.

Bom, até aí nos parece mais um daqueles desenhos cheio de figuras conhecidas ao estilo Shrek (que traz diversas figuras de contos de fadas), mas em A Origem dos Guardiões a ideia é usar os personagens para levar os espectadores, sejam crianças ou adultos, a uma aventura sobre amizade, esperança, persistência e luta contra o medo e a escuridão. Vemos nos personagens principais as virtudes cristãs que muito procuramos passar para nossas crianças, e que ao mesmo tempo foi esquecido por vários adultos.

Nos envolvemos com os personagens, com suas lutas, angústias e alegrias. Um filme empolgante, divertido e emocionante, que transporta as crianças para um mundo imaginário (vi crianças sentadas nas poltronas do cinema reagindo ao filme) e levando os adultos ao período de sua infância e inocência, quando procuravam os ovos de Páscoa e/ou as pegadas do coelho, assim como aguardava ansiosamente os presentes do Papai Noel.

Acredito que a melhor descrição deste filme foi escrita há muito anos atrás, pelo já citado Chesterton:

(…) Contos de fada, pois, não são responsáveis por levar às crianças medo, ou qualquer dos contornos do medo; contos de fada não dão à criança a ideia do mal ou do feio; isso já está nela, porque já está no mundo. Contos de fada não dão à criança sua primeira noção de bicho-papão. O que os contos de fada lhe dão é sua primeira ideia clara da possível derrota do monstro. O bebê conhece o dragão em seu íntimo desde o momento em que sobreveio a imaginação. O que o conto de fada lhe proporciona é um São Jorge para matar o dragão. O que o conto de fada faz é exatamente isso: habitua-o, por uma série de imagens claras, à ideia de que esses terrores ilimitados têm um limite, de que esses inimigos sem forma têm inimigos nos cavaleiros de Deus, de que há algo no universo mais místico que a escuridão e mais forte que o medo. (…)

(CHESTERTON, G.K. “Tremendous Trifles”, XVII: “The Red Angel”)

O filme é recomendadíssimo, para crianças e adultos.

BOM

FICHA TÉCNICA

Diretor: Peter Ramsey
Elenco: Vozes na versão original de: Chris Pine, Alec Baldwin, Hugh Jackman, Isla Fisher, Jude Law, Dakota Goyo, Khamani Griffin, Dominique Grund
Produção: Nancy Bernstein, Christina Steinberg
Roteiro: William Joyce, David Lindsay-Abaire
Trilha Sonora: Alexandre Desplat
Duração: 97 min.
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Animação
Cor: Colorido
Distribuidora: Paramount Pictures Brasil
Estúdio: DreamWorks Animation
Classificação: Livre

TRAILER

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=veIInikAG-k]

(Visited 529 times, 1 visits today)

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Esse filme é incrível. A história nos ensina a abrir mão de nossas necessidades pelo bem do próximo, e acima de tudo, que é preciso crer, ter fé, para vencer o mal.

  2. Percebi que é o tipo de filme que eu adoro! Sou fascinado por esse mundo de sonhos, pela moral que nos passa, pelas boas aventuras e pela nostalgia dos tempos de criança.

    Estava tão por fora que nem sabia do que se tratava a história. Espero que seja realmente bom! Verei! Talvez não no cinema, mas verei!