blogs
Blog Carmadélio

* “igreja” protestante dos EUA leva culto para a mesa de bar. Como é??

Velas acesas, leitura de passagens da Bíblia e uma cerveja. O encontro religioso em um pub em Minnesota pode parecer incomum, mas é parte do que vem sendo chamado de “a Igreja emergente”, segundo reportagem da AP .

Os encontros são promovidos no pub Dunnigan’s North Shore, em Two Harbors, no estado americano de Minnesota pelo barman Chris

“O primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho e eu acho que seria muito mais confortável [fazer os encontros em um bar] do que em igrejas”, completou o seminarista.

“Eu nasci e cresci em um ambiente tradicional da Igreja. Mas isso realmente me atraiu.Jesus sempre diz ser uma luz para o mundo. Como você pode ser uma luz para o mundo se estão todos sentados em uma igreja juntos?“, disse Betsy Nelson, atendente do pub.

“Isso é muito mais confortável”, disse Bill Carlstrom, um dos frequentadores da “bar igreja”.

As reuniões têm atraído poucas pessoas, mas os que se tornaram frequentadores assíduos dizem que essa forma de entrar em contato com a religião é muito mais interessante para quem nunca entrou em uma igreja.

“Você tem que fazer as pessoas se sentirem confortáveis e que elas não estarão sendo julgadas pelo que são. Eventualmente, Ele [Deus] vai mudar as pessoas. Esse é o trabalho dele, não o nosso”, disse Nelson.

Fletcher, que também é seminarista na universidade Bethel. Fletcher chama o encontro de “bar igreja”.

“Eu escolhi esse [nome] porque achei a parte do ‘bar’ do nome seria um problema para algumas pessoas religiosas, e que a parte daigreja’ seria problemática para as pessoas que estão no bar. Mas eu queria fazer isso para provocar essa tensão, porque era uma maneira de colocar esses dois mundos juntos no nome”, disse ele.

(Visited 2 times, 1 visits today)
Comentários

Deixe um comentário

  1. Vejam só como os depoimentos giram em torno da palavra “conforto”? Será que foi confortável para Jesus ser pregado na Cruz? Ou para os primeiros Cristãos serem queimados e devorados vivos? Ou para milhares de cristãos atualmente que sofrem todo tipo de perseguição para viver o Evangelho verdadeiramente?
    Enquanto esse bando de idiotas não quer sair do bar sequer para dedicar-se a Deus? Paciência, me desculpem, mas não tem como não indignar-se com mais essa do relativismo.

    Vinde Senhor Jesus!