blogs
Blog do Carmadélio

Entre 2005 e 2015, o número de mulheres a trabalhar nas instituições da Cúria Romana e do Vaticano aumentou em 90%.

O Papa Francisco nomeou duas mulheres como subsecretárias do novo Dicastério para os Leigos, Família e Vida (Santa Sé), reforçando assim a presença feminina na Cúria Romana.

Gabriella Gambino, professora de Bioética, foi indicada para a secção para a Vida desde organismo, e Linda Ghisoni, especialista em Direito Canónico, recebeu a nomeação pontifícia para a secção da Família.

A primeira responsável é docente do Pontifício Instituto Teológico João Paulo II para as Ciências do Matrimónio e da Família, da Universidade Lateranense.

Linda Ghisoni era juíza instrutora do Tribunal de primeira instância para as causas de nulidade de matrimônio no Vicariato de Roma.

O Papa Francisco instituiu em 2016 o novo organismo da Santa Sé para os leigos, a família e a vida, em substituição dos antigos conselhos pontifícios que tratavam separadamente dessas áreas pastorais; o prefeito deste dicastério é o cardeal norte-americano D. Kevin Farrell.

Entre 2005 e 2015, o número de mulheres a trabalhar nas instituições da Cúria Romana e do Estado da Cidade do Vaticano aumentou em 90%; as mulheres representavam então cerca de 20% do total de funcionários ao serviço do Papa no Estado da Cidade do Vaticano.

A presença feminina na Santa Sé inclui responsabilidades nos departamentos da Cúria Romana e nas áreas dos arquivos, da história e da comunicação social.

Atualmente, a jornalista espanhola Paloma García Ovejero é vice-diretora da Sala de Imprensa da Santa Sé; Margaret Archer é a segunda mulher a ocupar o cargo de presidente da Pontifícia Academia de Ciências Sociais.

A irmã Nicoletta Vittoria Spezzati é subsecretária da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica e a leiga Barbara Jatta é diretora dos Museus Vaticanos desde janeiro de 2017.

Fonte: Ecclesia

(Visited 85 times, 2 visits today)
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio, postaram comentários que não cumprem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguir