Blog do Carmadélio

Suécia: pela primeira vez, depois de 500 anos, catedral Luterana de Lund voltará a celebrar missa católica.

A Catedral Luterana de Lund, na Suécia, pela primeira vez desde a Reforma voltará a celebrar uma missa católica.

Construída no século XI-XII, mas, em seguida, passada para os luteranos, é a igreja em que o Papa Francisco participou da oração ecumênica pelo 500º aniversário da Reforma, em 31 de outubro de 2016. Agora, como a Igreja Católica de São Thomas, em Lund, terá que passar por uma profunda restauração, as missas católicas dominicais a partir de domingo 21 de outubro serão celebradas na catedral.

Não se trata de uma “questão prática”, explica uma nota no sítio da Diocese Católica na Suécia, mas de um exemplo de “cooperação” que “expressa o espírito do documento ecumênico ‘Do conflito à comunhão’ que reflete 50 anos de conversações entre católicos e luteranos, que também deu o nome ao encontro de Lund em 2016”.

“Essa reunião tocou muitas pessoas,” não foi “um evento único, mas persiste e fortalece as relações” através de “medidas concretas e importantes para uma cooperação mais ecumênica” entre católicos e luteranos em Lund.

Um exemplo é a celebração das Vésperas, que em turnos são celebradas aos domingos na catedral luterana e na igreja católica de São Thomas. As diferenças “doutrinais sobre a Eucaristia fazem com que católicos e luteranos não celebrem juntos a missa na catedral”. No entanto, “em vez de se concentrar sobre o que diferencia” “escolheu-se “cooperar no que nos une, ou seja, a Palavra de Deus, o batismo, a oração e o cuidado diaconal”.

Servizio Informazione Religiosa – SIR,


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio, postaram comentários que não cumprem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguir