Blog do Carmadélio

Ciência encontra 1.500 diferenças genéticas entre homens e mulheres.

Cientistas descobriram 1.559 diferenças genéticas entre machos e fêmeas que se relacionam não apenas com os órgãos sexuais, mas surpreendentemente com outros órgãos como cérebro, pele e coração. 

“No geral, os genes específicos do sexo são expressos principalmente no sistema reprodutivo, enfatizando a notável distinção fisiológica entre homens e mulheres”, descobriram os cientistas. “No entanto, dezenas de genes que não são conhecidos por se associar diretamente com a reprodução também foram encontrados para ter expressão específica do sexo (por exemplo, os genes da pele de homens específicos)”, acrescentaram.

As descobertas sugerem ao leitor casual que há muito mais envolvido na ideia de mudar o gênero para o sexo oposto do que simplesmente cirurgia e tratamento hormonal. 

“Nossos resultados podem facilitar a compreensão de diversas características biológicas no contexto do sexo [masculino e feminino]”, afirmaram os pesquisadores em sua conclusão. 

O estudo, intitulado A paisagem do transcriptoma sexual-diferencial e sua consequente seleção em adultos humanos , foi publicado na BMC Biology no início deste ano. 

No estudo, os pesquisadores Moran Gershoni e Shmuel Pietrokovski do Departamento de Genética Molecular do Instituto Weizmann mapearam milhares de genes – os bancos de dados biológicos de todas as informações que tornam cada pessoa única – de 53 tecidos semelhantes a machos e fêmeas, como o pele, músculo e cérebro. 

O estudo foi conduzido para examinar até que ponto os genes determinam como certas doenças visam machos e fêmeas de forma diferente. 

“Homens e mulheres diferem de maneiras óbvias e menos óbvias – por exemplo, na prevalência de certas doenças ou reações a drogas. Como estas estão ligadas ao sexo de alguém? Pesquisadores do Instituto Weizmann de Ciência descobriram recentemente milhares de genes humanos que são expressos – copiados para produzir proteínas – de forma diferente nos dois sexos ”, afirma relatório do Instituto Weizmann sobre as descobertas.

Fonte original aqui 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio, postaram comentários que não cumprem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguir