Blog do Carmadélio

* Espanha: conheça o rosário transformado em vitral. A devoção a Maria na beleza das luzes.

De um piedoso costume nasceu uma manifestação de fervor e devoção bem característica do católico povo espanhol: a procissão do “Rosário de Cristal”, cuja magnificência o leitor poderá apreciar.

view
De súbito, uma grave e possante voz faz-se ouvir, convidando os presentes à recitação do santo Rosário. Do majestoso templo, começam a sair andores com vitrais discretamente iluminados, atraindo a atenção geral.Num entardecer de outono, uma ordenada e tranqüila multidão concentrase frente ao portal da catedral de La Seo, em Saragoça, Espanha. Não fosse a iluminação elétrica e o contínuo faiscar dos “flashes” fotográficos, poderíamos sentir-nos participando de uma festa religiosa na Idade Media. Nobres damas ornadas com valiosas jóias apresentam-se revestidas de ricos trajes multicolores. Pequenos proprietários rurais, altivos, ostentam nos uniformes suas condecorações. Camponeses simples e um tanto rudes, mas engalanados com sua melhor indumentária, circulam com dignidade e desenvoltura. De tempos em tempos, surge um sacerdote ricamente paramentado, procurando impor silêncio a essa variegada multidão. Tarefa, aliás, um tanto difícil num povo vivaz e comunicativo…

Cada qual, então, toma seu terço. Cessa por completo a expansiva loquacidade. Ouve-se agora apenas o ininterrupto murmurejar dos Pai-Nossos, Ave-Marias e Glórias.

Aos poucos, vai-se formando a famosa Procissão do “Rosário de Cristal”, realizada todo dia 13 de outubro, na qual milhares de aragoneses – homens e mulheres de todas as idades – manifestam sua Fé católica, com algumas peculiaridades dignas de nota.

view (1)
Penetremos também nós no ambiente dessas festividades.A cidade, antes agitada, observará tranqüila, durante varias horas, o solene espetáculo de devoção, quase interminável, tal o número de fiéis que dele participam.

Um rosário completo em movimento

Nessa procissão, as várias partes do Rosário são, de certo modo, materializadas pela habilidade dos artesãos: o Credo, cada um dos quinze mistérios e a Salve Rainha são representados em grandes vitrais de variadas formas, portados em grandes andores. Além disso, cada Pai-Nosso, Ave-Maria e Gloria, e cada invocação da Ladainha Lauretana, é ilustrada por um lampadário, também de vitral, levado por uma pessoa.

Esses grandes vitrais e essas centenas de pequenos lampadários formam uma espécie de rosário humano que, por sua beleza, estimula a piedade dos fiéis e atrai a Saragoça uma verdadeira multidão de visitantes para contemplá-lo.

Como surgiu essa idéia que de tal modo enaltece a devoção mariana por meio do belo?

Existia em Saragoça, desde tempos imemoriais, o costume de rezar o Rosário ao entardecer, iluminando com tochas as ruas da cidade. Este ato se revestia de especial solenidade no dia da festa de Nossa Senhora do Pilar, 12 de outubro. Tão louvável tradição institucionalizou-se canonicamente com a criação da Irmandade do Santíssimo Rosário de Nossa Senhora do Pilar, em janeiro de 1889.

Uma das primeiras iniciativas dessa Irmandade, formada por ardorosos fiéis, foi a de representar em carruagens e lampadários de vitral os mistérios do Rosário, para possibilitar a todas as pessoas, mesmo as mais humildes e iletradas, compreenderem o significado dessa prece mariana, e assim poderem amá-la e praticá-la de todo o coração.

Estando o programa do dia da Festa de Nossa Senhora do Pilar já muito cheio, passaram a procissão para o dia seguinte. Rapidamente, popularizou-se entre os fiéis o nome de “Rosário de Cristal” para designar essa portentosa manifestação religiosa.

Desfile de magnificências

O entusiasmo crescente suscitado pelos vitrais ambulantes, como modo de expressar o amor à Virgem Maria, teve como resultado a fabricação de numerosas carruagens de vitral, encomendadas por famílias, órgãos governamentais, instituições oficiais e particulares de todo o país.

Podemos também admirar nessa procissão uma imensa maquete de cristal da Basílica do Pilar. Destaca-se também a impressionante carruagem que, presidida por uma grande imagem de Nossa Senhora, recorda os principais santuários marianos de Espanha. Não menos interessante é o conjunto relativo à Assunção de Maria ao Céu.

view (2) 3


O “Rosário de Cristal” é um belo exemplo de como a piedade sincera dos fiéis, valendo- se dos elementos culturais próprios a cada civilização, engendra maravilhas.Há ainda carruagens representando os mais diversos episódios e locais religiosos: a Anunciação, São Domingos recebendo o Rosário, o martírio de São Dominguito Del Val, a capela da Virgem do Pilar, a capela da Sagrada Família. Finalmente, encerrando o cortejo, avança uma imensa nau, capitaneada por Nossa Senhora do Pilar, circundada pelas bandeiras dos países íbero-americanos, proclamando ser Ela a padroeira das nações do Novo Mundo.

Por Padre Ignacio Montojo, EP

Gaudium Press


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *