Blog do Carmadélio

* Mais um protestante ‘assembleiano pentecostal’ retorna à Igreja católica: “estudando a História da Igreja tive um verdadeiro encontro pessoal com meu Salvador”

11390277_794342527328098_5552632013910009949_n

Olá, meus amigos e minhas amigas, venho através deste meio de comunicação expressar minha alegria e gratidão em retornar à Casa de Deus, a Santa e Única Igreja Católica Apostólica Romana.

Nasci em lar católico, na minha cidade natal de Aiuaba-Ceará. Durante minha infância e adolescência cresci um pouco desligado das coisas da fé, limitando-me a apenas algumas poucas missas em ocasiões especiais como Natal, Festas da Padroeira, dentre outras. No entanto, aqui devo dizer que só agora compreendo um sonho que tive certa vez de estar pregando na Igreja Católica, mas sem conseguir entender como isso se daria.

Conheci o protestantismo através das pregações de amigos e amigas a quem estimo e considero com amor fraternal, pois os considero irmãos e irmãs em Cristo, dado que a Igreja Católica sempre os considerou e considera como “irmãos separados”.

Chegando à idade adulta tomei uma decisão difícil e enfrentei diversas provações para aderir à “nova fé cristã” no protestantismo assembleiano pentecostal, onde conheci Fábia, minha esposa com quem tive dois filhos. Vivemos em Aiuaba por alguns anos. E foi estudando a bíblia que fui convidado pelo pastor para anunciar o evangelho e ajudar na igreja através da música e do louvor.

Enfrentando dificuldades de conseguir trabalho, mudamos para Santa Catarina, onde vivemos até hoje. Aqui chegando, consegui trabalho e pude também realizar um antigo sonho de cursar Teologia. Matriculei-me num curso de Teologia pela Faculdade São Brás e ali tive algumas surpresas que colocaram em estado de alerta e expectativa diante de algumas certezas que alimentei por mais de 10 anos no protestantismo. O curso de Teologia recomendado pela igreja assembleia de Deus de Santa Catarina fez-me conhecer doutos e mui preparados professores de eclesiologia, história da Igreja, e outras disciplinas. Foi especificamente na disciplina de História da Igreja que tive um verdadeiro encontro pessoal com meu Salvador: o professor elogiou a Bíblia de Jerusalém (Edição Católica) como a melhor tradução da Bíblia de estudos em português.

Como se não bastasse, ainda indicou estudar com atenção os Pais da Igreja (Clemente de Roma, Inácio de Antioquia, Policarpo de Esmirna, Irineu de Lyon, Tertuliano de Cartago, Orígenes de Alexandria, Cipriano de Cartago, Eusébio de Cesaréia, Agostinho de Hipona etc) que me dei conta de que a Igreja Cristã não nasceu na Reforma Protestante em meados de 1500, com os conhecidos Reformadores Lutero, Calvino e outros. Mas nasceu realmente nos dias de Cristo, quando este andando aqui entre nós, chegou a afirmar para Pedro: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mateus 16,18-19) E, mais ainda falou: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.” (Mateus 28,20). Ora, meus amigos, como pode ter acontecido – pensava eu em dias de muito sofrimento e dúvida interior – como explicar que Jesus Cristo tivesse ensinado e doutrinado Sua Dileta Esposa, a Igreja Cristã através dos apóstolos e dos pais da Igreja durante mais de 15 séculos por meio de Seu Espírito Santo e então, chegando em 1500, inspirou Lutero e os demais a dizer que estava a Sua Igreja errada e ensinando heresias?

Isso foi um verdadeiro choque! Não conseguia nem mesmo me alimentar direito e passei noites sem dormir normalmente impressionado e tentando encontrar uma forma de harmonizar os ensinos dos Padres da Igreja com o Protestantismo. Foi tudo em vão! Não consegui e sofri ainda quando reli a passagem de Efésios capítulo 4, versos de 3 a 6 e vi Paulo falando de UNIDADE DA FÉ, UMA SÓ FÉ E UM SÓ BATISMO: “Sede solícitos em conservar a unidade do Espírito no vínculo da paz. Sede um só corpo e um só espírito, assim como fostes chamados pela vossa vocação a uma só esperança. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo. Há um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos.” (Efésios 4,3-6)
Aí foi que eu sofri, por que como harmonizar, na verdade, a diversidade de igrejas protestantes, todas ensinando doutrinas desencontradas a partir da mesma bíblia. Eles dizem que são ministérios diferentes, mas na verdade não é bem assim: uns pregam que os dons espirituais ainda agem nos dias de hoje e outros os negam veementemente, baseados na mesma bíblia. Uns dizem que a trindade não é mais que invenção de alguns e outros sustentam sua veracidade com base bíblica. Uns ensinam que se deve dar o dízimo e outros dizem que não é mais necessário. Uns deixam mulheres ser ordenadas como pastoras, bispas e diaconisas e outros apenas os homens. Ou seja, isso não satisfaz o desejo de Paulo quando fala sobre a UNIDADE DA FÉ Depois meu primo Liminha Feitosa, que tanto se esforçou em me evangelizar durante esse 10 anos, me indicou os vídeos do professor Paulo Leitão, daí foi que as coisas passou a ficar mais clara ainda, quanto mais se esclarecia, mais eu ficava confuso enfim…

Para resumir a minha história, trago o tema que mais fortaleceu a minha ideia de retornar à Igreja católica: A EUCARISTIA!
“Então Jesus lhes disse: Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida.

Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.” (João 6,53-56)

Li os Santos Padres como Inácio de Antioquia falando sobre a Eucaristia no primeiro século da História da Igreja:
“Na graça que procede do Nome, vos reunis na mesma fé e em Jesus Cristo, que descende segundo a carne de Davi, filho do homem e filho de Deus, para obedecermos ao bispo e ao presbitério numa concórdia indivisível, partindo um mesmo pão, que é o remédio da imortalidade, antídoto contra a morte, mas vida em Jesus Cristo para sempre”. (Carta aos Efésios, parágrafo 20, cerca de 80-110 d.C.)
“Não me agradam comida passageira, nem prazeres desta vida. Quero pão de Deus que é carne de Jesus Cristo, da descendência de Davi, e como bebidaquero o sangue d’Ele, que é Amor incorruptível”. (Carta aos Romanos, parágrafo 7, cerca de 80-110 d.C.)
Também São Justino, Mártir disse: “Esta comida nós chamamos Eucaristia, da qual ninguém é permitido participar, exceto o que creia que as coisas nós ensinamos são verdadeiras, e tenha recebido o batismo para perdão de pecados e renascimento, e que vive como Cristo nos ordenou. Nós não recebemos essas espécies como pão comum ou bebida comum; mas como Cristo Jesus nosso Salvador, que se encarnou pela Palavra de Deus, se fez carne e sangue para nossa salvação, assim também nós temos ensinado que o alimento consagrado pela Palavra da oração que vem dele, de que a carne e o sangue são, por transformação, a carne e sangue daquele Jesus Encarnado.” – (Primeira Apologia”, Cap. 66, cerca de 148-155 d.C.)

CONCLUÍ que a “santa ceia” da qual eu participava não continha a realidade da EUCARISTIA mencionada pelos Santos Padres da Igreja, conteúdo que meus professores orientaram para estudar na Teologia. A EUCARISTIA CATÓLICA, é a meu ver e de acordo com os ditames da minha livre consciência, a verdadeira “CARNE E SANGUE” de Jesus Cristo aqui na Terra, para alimento de todo aquele que nele vive e nele crê!

Sendo assim, resolvi de livre e espontânea vontade, de comum acordo com minha esposa que eu devo retornar às fileiras da Única Igreja de Jesus Cristo aqui na Terra. E, domingo dia 12 de abril fui à missa e lá, sentado nos bancos últimos da Igreja, fui vendo cada gesto, cada rito, cada palavra e cada oração, ali sim, tive o maior e mais verdadeiro encontro pessoal com Jesus Cristo, sobretudo quando o padre elevou a Eucaristia, meus olhos brilharam como nunca e “vi o Senhor!”

Seria covardia de minha parte ignorar o trabalho do Espírito Santo em minha vida nos últimos meses, seria a negação da Santa Vontade de Deus continuar indo a uma denominação onde sabia bem que não existia a EUCARISTIA, mas apenas um mero simbolismo (com boa intenção de muitos), mas devo dizer que estão perdendo ao não comungar a verdadeira Hóstia Santa, nas santas missas!

Para terminar, quero dizer àqueles que pensam que os católicos são idólatras por causa das imagens sagradas, resta-me apenas dizer que precisam estudar para compreender a diferença entre “ídolo” e “imagem” e saber que, no contexto bíblico, Deus proíbe fazer imagens de falsos deuses para adorar. A Igreja Católica não adora nenhuma de suas imagens, pois são imagens de pessoas que serviram a Nosso Senhor e Sua Igreja. Existindo apenas para serem veneradas e para estimular a fé do povo simples que não sabe ler as Escrituras, mas compreende a linguagem transmitida através daquelas imagens de que é possível seguir a Cristo, apesar de nossas fraquezas e limitações.

Não recrimino quem porventura não me compreenda, mas peço as orações daqueles que ficarão felizes pela minha decisão e espero contar com a mesma força que animou os apóstolos e santos da primeira hora para dar testemunho da verdade e não negar o que Deus tem feito em minha vida.

Obrigado a todos por lerem meu testemunho! Desculpem-me por não ser breve, mas na verdade, não há como resumir uma história tão edificante como esse testemunho de mais um filho que volta à Casa da Verdadeira Mãe, a Igreja Católica Apostólica e Romana.
Francisco Tiago


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Você está totalmente enganado. vá ler a história de Lutero e o Livro “O Grande Conflito” de Ellen G. White e verá que você está errado. Eu acho que é pura armação sua, um castigo porque como você conhece sua esposa em uma Igreja Evangelica e ela volta com você a Igreja Católica? impossível.

  2. Sou Católico e Teve um Tempo q saí a visitar as Igrejas Evangélicas, pois achava muito bonitas por fora, e os testemunhos de amigos Evagélicos, fiquei um pouco decepcionado, parecia pra mim, muito enfeite pra pouco bolo, faltava muita coisa pra ser chamado de igreja. era pra mim como um encontro de motivação e Igreja não pode ser só isso. estou cada mais vivo na fé com Ajuda também da Canção Nova e Padre Léo. Deus Seja Louvado.

  3. bem planejado esta historia ,meu amigo edson estar mais que certo ,é impossível uma pessoa convertida do catolicismo voltar para lá só se for um castigo, conheci vários testemunho de padres e nesse ano de 2015 conheci mais um convertido do catolicismo veja essa passagem na bíblia

    E aconteceu que, dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.” (Lucas 11.27) O grifo é nosso

    e tem outras na hora do milagre do vinho , joão 2 :4 e outro ai vem termo veneração e adoração a maria como mãe de Deus na bibllia que é a palvra de Deus não mnesiona maria como mãe de Deus, chamasse mariolatria adoração a maria veja essa passagem joão 4 24 e Deus jogo maldição quem ajoelha , adora e quem faz imagens de fundição.

    um abraço a todos vcs e que o único Senhor , Deus e verdadeiro caminho e elo que liga o homem a salvação eterna Jesus Cristo.

  4. pois e , e impossivel uma pessoa se evangelico voltar ao catalicismo , e impossivel pois que convence do juizo do pecado e da salvaçao e o espirito santo, nao e obra do homem , nao nasce do sangue , mas sim do espirito santo e obra de DEUS . esse rapaz era freguentador um simpatizante ,convensido, nao convertido . esta e mais uma desesperada tentativa da igreja catolica de atrair seguidores .

    1. eu acho que os desesperados são os protestantas que usam de artimanhas baixas para atacar a verdadeira igreja que é militante por mais de dois mil anos ,ela sim e obra do espiro santo

  5. Belíssimo o seu relato de encontro com Nosso Senhor Jesus Cristo e Sua Igreja. Considere-se em minhas orações, para que perseverando na fé, dê seu testemunho pela salvação de muitos.

  6. Parabens pela coragem, pela fé e pela difícil decisão,,, sei que não foi facil,, o importante é não se afastar de Deus, do amor infinito do nosso salvador Jesus Cristo, bem vindo a casa do Senhor.

  7. Nada contra ser católico, pois também fui, e minha família toda é, mas todo o texto não tem fundamentação. Evangélicos e Católicos são cristãos e não existe diferenciação neste ponto, então a sua crença era bem equivocada, mas é bem estranho uma igreja pregar isso, se ela realmente pregou.
    Sobre a ceia, também é realizada em várias Igrejas. Mas em resumo, acho que o texto tem mais cunho sensacionalista do que racional, o que leva para o céu é a fé em Cristo como Salvador e como está o relacionamento com Ele e o Espírito Santo, assim tenho certeza que católicos, evangélicos tem as mesmas chances de ir para o céu, tenho certeza que meus pais católicos irão para o céu e eu como evangélico também irei.
    Acho que o importante é que haja respeito e que se esqueça essa rixa infantil entre as crenças que está mais próxima do pecado do que da fé.

  8. Nem sei pké que estamos a perder tempo com pessoas que nao quer o UNICO caminho da verdade. Nossa senhora disse numa apariçao Ela e ninguem é obrigado a vir sem vontade. Cada um tem o seu destino nas maos. Mas só existe duas moradas paraìso ou inferno. Como um velho ditado “Quem te avisa teu amigo é”.

  9. Deus te abençoe sempre espero que dá mesma forma que foram abertos os olhos do apóstolo Paulo seja também aberto muitos olhos pela sua volta para a verdadeira igreja de Jesus cristo.

  10. Feliz por ler este relato! Nossa Igreja é una e sempre está aberta a acolher nossos irmãos católicos ou de outras denominações religiosas.
    Pra mim basta seguir o único e verdadeiro evangelho de Jesus Cristo, o evangelho do amor.

  11. À seu tempo toda verdade será esclarecida e todos lembrarão as promessas de Jesus à igreja primitiva e terão a certeza que Tudo passará,o céu e a terra,menos suas palavras e verão o amor de Deus à igreja Católica pelo zelo de suas palavras através dos tempos, as quais sem elas o protestantismo não teria base para sua doutrina esfacelada.Obrigado irmão pela sua coragem,seja bem vindo e lembre-se que esse seu ato vai ajudar muita gente,especialmente renovar a fé desse seu irmão.

  12. Sinta-se abraçado irmão! Mas virão tribulações, decepções, mas lembre… a Igreja é Santa, porém aqueles que a conduzem ainda não são. Siga dando seu testemunho e evangelizando por onde for! Deus continue abençoando!

  13. Seu depoimento é edificante. E me fortalece, pois em minhas orações diárias rezo pelo retorno dos filhos de Maria à Igreja de Seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, assim meu coração se alegra ao ver mais um filho que retorna á casa do Pai.

  14. A Igreja Católica, desde os tempos apostólicos ensina que além da Sagrada Escritura, também é necessário para a formação doutrinal e moral da Igreja, a Sagrada Tradição (compreendendo aí os ensinamentos dos apóstolos e dos primeiros cristãos) e o Sagrado Magistério ( compreendendo o que os Concílios, o Bispo de Roma em particular, e em comunhão com ele todos os Bispos definem e ensinam como verdades de fé e moral ).

    Tal tríade abençoada ( Sagrada Escritura, Sagrada Tradição e Sagrado Magistério) foram e são os responsáveis pelo desenvolvimento e manutenção de toda a doutrina católica nestes vinte séculos de história cristã.

    O Protestantismo nega tanto a Tradição quanto o Magistério legitimamente instituído por Jesus Cristo. Para eles, a única regra é a Sola Scriptura (ou seja somente a Bíblia e nada mais do que ela é regra de fé e de moral) interpretada livremente por qualquer pessoa ( método do livre exame ). Eis Martinho Lutero a dize-lo sem rodeios: “a todos os cristãos e a cada um em particular pertence conhecer e julgar a doutrina. Anátema a quem lhe tocar um fio deste direito” ( Conforme D. M. Luthers, Werke, Kritische Gesamtausgabe. Weimar, X. 2 Abt., p. 217, 1883 ss). Como se dissesse a cada um de seus seguidores: Eia pois, valoroso cristão! Tu és mestre de ti mesmo. Despreza tudo o que os primeiros cristãos, os Bispos e os Concílios definiram como verdade. Toma tu a bíblia, senta em tua saleta e defina tu mesmo o teu cristianismo!

    Procuraremos demonstrar – Se Deus o consentir – que ao abandonar tanto a Sagrada Tradição quanto o Sagrado Magistério, o protestantismo provocou inadvertidamente sua própria dissolução doutrinária e orgânica. E hoje, infelizmente, sob o elástico nome de “protestantismo” se abrigam milhares e milhares de seitas doutrinariamente e disciplinadamente discordantes entre si. Causando um flagrante escândalo à causa ecumênica e ao desejo expresso de Jesus Cristo: ” Para que todos sejam um (…) e o mundo creia que tu me enviaste” ( Jo 17, 20-21).

    Com efeito, sabemos, a própria Bíblia não caiu pronta dos céus. Quem definiu que cada um dos livros que compõem a Sagrada Escritura, era de inspiração Divina foi o Espirito Santo agindo através da Tradição e do Magistério Católico. Isto são fatos históricos! Quem definiu o cânon completo, tanto do antigo quanto do novo testamento, foi o Espirito Santo através da Tradição e do Magistério. Quem definiu que o Novo Testamento e o Velho fosse enfeixado em um único volume dando portanto igual valor entre os dois testamentos foi a Tradição e o Magistério. Do que viveu a Igreja católica primitiva, durante os primeiros anos de pregação? Quando o Novo testamento ainda não havia sido escrito? Sobreviveu pela Tradição e pelo Magistério.

    A própria Bíblia dá testemunho interno da necessidade de uma Tradição e de um Magistério vivo, para interpretá-la e ensiná-la. Transcrevo sobre isto, o magnífico comentário de Pe. Leonel Franca: “( a própria Bíblia) inculca a necessidade do ensino vivo, a importância de conservar a tradição, a insuficiência das Escrituras, que segundo afirma São João, não encerra tudo o que ensinou o Salvador (Jo 21,25). Jesus Cristo nunca mandou aos seus discípulos que folheassem um livro para achar a sua doutrina, mandou pelo contrário aos fiéis, que ouvissem aos que Ele mandara pregar: quem vos ouve, a mim ouve; se alguém não ouvir a Igreja, seja considerado como infiel e publicano, isto é, não pertencente a minha Igreja: se alguém não vos receber nem ouvir vossas palavras, saindo da casa ou da cidade sacudi até o pó dos sapatos; Pai oro não só por estes (Apóstolos) mas por todos os que hão de crer em mim mediante a sua palavra a fim de que sejam todos uma coisa só. Foi Jesus ainda quem prometeu o seu Espírito de Verdade, a sua assistência espiritual, todos os dias, até a consumação dos séculos, para que os apóstolos vivendo moralmente em seus sucessores (os bispos ) continuassem até o final dos tempos a ensinar sempre tudo o que ele nos mandou. Eis meus caros leitores, o que diz a Bíblia” ( Franca, P. Leonel, I.R.C., 1958, pg.216-7).

    Quando se fala de Magistério, evidentemente se fala do magistério legítimo, constituído por Jesus Cristo, o qual prometeu assistência especial e infalível até o final dos tempos: “Recebei o Espírito Santo (…) Eu estarei convosco até o final do tempos”. Hoje, qualquer papalvo se atribui a si mesmo o título de “bispo” e sai por aí a fundar seitas e pregar doutrinas. Evidentemente este não é um magistério legítimo. O indivíduo que a si mesmo se premia com o título de “bispo”, nada mais é que um mentiroso sacrílego.

    Os próprios apóstolos ensinaram à exaustão a respeito da necessidade da Sagrada tradição e do Magistério legitimamente constituído. Vejamos S. João em suas últimas duas epístolas dizer expressamente que não quis confiar tudo por escrito, mas havia outras coisas que comunicaria à viva voz ( II Jo., 12 ; III Jo, 14). O apóstolo São Paulo, inculca fortemente a necessidade de uma tradição e um magistério vivo: “Estais firmes, irmãos e conservai as tradiçõesque aprendestes ou de viva voz…” ( II Tes 2,15 ); “que vos aparteis de todos os que andam em desordens e nãosegundo a tradição que receberam de nós” (II Tes 3,6); “O que de mim ouvistes por muitas testemunhas, ensina-o a homens fiéis que se tornem idôneos para ensinar aos outros” (II Tm 2,2). A Igreja fundada por Cristo, portanto, seria ela “a coluna e o firmamento da verdade” ( I Tm 15). A Igreja fundada por Cristo portanto é maior que a Sagrada Escritura. Pois a Igreja é quem a escreveu, a definiu, a interpreta e a ensina. Os primeiros cristãos seguindo os ensinamentos dos apóstolos e já de posse da Sagrada Tradição e do Sagrado Magistério, nem pensam ser a Bíblia a única regra de fé. Aqui, por falta de espaço, vamos respigar apenas algumas citações da vasta seara dos testemunhos primitivos: “Advertia, antes de tudo, as igrejas das diversas cidades, evitassem, sobre todas as coisas, as heresias que começavam então a se alastrar e exortava-as a se aterem tenazmente à tradição dos apóstolos” ( Eusébio resumindo o ensino de S. Inácio de Antioquia, martirizado no ano 107 DC cf. Euséb., Hist. Eccles., III, 36 / MG, 20, 287); “Antes exortei-vos a vos conservardes unânimes na doutrina de Deus, pois Jesus Cristo nossa vida inseparável, é a doutrina do Pai, como a doutrina de Jesus Cristo são os bispos constituídos nas diversas regiões da terra” ( clara alusão ao Sagrado Magistério) ( S. Inácio, + 107 DC in Ad Ephesios, 3-4) ; “Sob Clemente, havendo nascido forte discórdia entre os irmãos de Corinto, a Igreja de Roma escreveu-lhes uma carta enérgica, exortando-os à paz, reparando-lhes a fé, e anunciando-lhes a tradição que havia pouco tinham recebido dos apóstolos” ( S. Irineu, martirizado em 202 DC in Contra as Heresias III, c.3,n.3) ; “Aí está claro, a quantos querem ver a verdade, a tradição dos apóstolos, manifesta em toda a Igreja disseminada pelo mundo inteiro…”( S. Irineu mártir in contra as heresias III, 3, 1) ; “Não devemos buscar nos outros a verdade que é fácil receber da Igreja, pois os apóstolos a mãos cheias, versaram nela, como em riquíssimo depósito, toda a verdade… Este é o caminho da vida” (Idem, In Contra as heresias III, 4, 1); “E se os apóstolos não nos houvessem deixado as Escrituras, não cumpria seguir a ordem da Tradição por eles ensinada aos a quem confiavam à sua Igreja?” ( Idem, In contra as heresias III, 4,1) ; “De nada vale as discussões das Escrituras. A heresia não aceita alguns de seus livros, e se os aceita, corrompe-lhes a integridade, adulterando-os com interpolações e mutilações ao sabor de suas idéias, e se, algumas vezes admitem a Escritura inteira, pervertem-lhe o sentido com interpretações fantásticas…” ( Tertuliano séc III In De Praescriptionibus., c. 19 / ML, II,31). Na mesma obra assevera que onde estiver a verdadeira Igreja, “aí se achará a verdade das Escrituras, da sua interpretação e de todas as tradições cristãs” ( Idem, De Praescript., c. 19 ML, II, 31).

    Jesus Cristo, instituiu para sua Única Igreja, um Magistério verdadeiro, pois disse à Pedro: “Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus; tudo o que ligares na terra será ligado nos céus…” ( Mt 16, 18-19), e em outro lugar “Eu estarei convosco até o final dos tempos”. Para os católicos, se Jesus prometeu ficar conosco até o final dos tempos ele irá cumprir literalmente esta promessa. Se ele disse que a sua Igreja iria se manter firme por todo o sempre porque as portas do inferno não iriam prevalecer, nós cremos que ele está cumprindo concretamente esta promessa.

    Pois não é exatamente isto que constatamos na Igreja Católica? Dois mil anos de existência ininterrupta. E que constância doutrinária e moral admirável! Quantas perseguições e vicissitudes e no entanto “as portas do inferno não prevaleceram”. Parte desta unidade e estabilidade maravilhosa devemos certamente à instituição da Sagrada Tradição e do Sagrado Magistério por Cristo e pelos apóstolos.

    O protestantismo negando tanto a Tradição quanto o Magistério sofre desde os seus primórdios uma desintegração doutrinária assombrosa. Onde Cristo fundou a Igreja Católica sobre a Rocha, Lutero e Cia fundaram a Igreja Evangélica sobre a areia movediça da sola scriptura e do livre exame. E logo nas primeiras ventanias, pôs-se a casa dos reformadores a desabar fragorosamente: tábuas lançadas aqui e ali, telha lá e acolá, junturas e cacos em todas as direções.

    As divisões e subdivisões do Protestantismo desafiam hoje a paciência dos mais abnegados dos estatísticos.

    Vejamos como no princípio deste século, o Reverendíssimo Pe. Leonel Franca já chamava a atenção para este fato, descrevendo lucidamente o processo de desagregação doutrinária do protestantismo, baseado no método da sola scriptura e do livre exame: “Na nova seita (protestantismo) não há autoridade, não há unidade, não há magistério de fé. Cada sectário recebe um livro que o livreiro lhe diz ser inspirado e ele devotamente o crê sem o poder demonstrar; lê-o, entende-o como pode, enuncia um símbolo, formula uma moral e a toda esta mais ou menos indigesta elaboração individual chama cristianismo evangélico. O vizinho repete na mesma ordem as mesmas operações e chega a conclusões dogmáticas e morais diametralmente opostas. Não importa; são irmãos, são protestantes evangélicos, são cristãos, partiram ambos da Bíblia, ambos forjaram com o mesmo esforço o seu cristianismo” ( In I.R.C. Pg. 212 , 7ª ed.).

    Vejamos alguns exemplos práticos: um fiel evangélico quer mudar de seita? Precisa-se rebatizar? Umas igrejas dizem sim, outras não. Umas admitem o batismo de crianças, outras só de adultos, umas admitem a aspersão, infusão e imersão. Aquela outra só imersão, e mesmo há grupelho que só admite batismo em água corrente e sem cloro! Aqui e ali as fórmulas de batismo são tão variadas como as cores do arco-íris. Quer o sincero evangélico participar da Santa Ceia? Há seitas que consideram o pão apenas pão (pentecostais) outras que o pão é realmente o corpo de Cristo (Luteranos, Episcopais e outros). Uns a praticam com pão ázimo, outras com pão comum, aqui com vinho, lá com vinho e água, acolá com suco de uva. A Santa Ceia pode ser praticada diariamente, mensalmente, trimestralmente, semestralmente, anualmente ou não ser praticada nunca. Trata-se de ministérios ordenados? Esta seita constitui Bispos, presbíteros e diáconos. Àquela só presbíteros e pastores, ali pastores e anciãos, lá Bispos e anciãos, acolá presbíteros e diáconos, outras não admitem ministro nenhum. Umas igrejas ordenam mulheres, outras não. E por aí, atiram os evangélicos em todas as solfas quando o assunto é ministério ordenado. Após a morte, o que espera o cristão ? Pode um crente questionar seu pastor sobre isto? E as respostas colhidas entre as denominações seria tão rica e variada quanto a fauna e a flora. Há Pastor que prega que todos estarão inconscientes até a vinda de Cristo quando serão julgados; outros pregam o “arrebatamento” sem julgamento; outros, uma vida bem-aventurada aqui mesmo na terra; aqueles lá doutrinam que após a morte já vem o céu e o inferno; no outro quarteirão, se ensina que o inferno é temporário; opinam alguns que ele não existe; e tantas são as doutrinas sobre os novíssimos quanto os pastores que as pregam. Está cansado o fiel da esposa da sua juventude? Não tem importância, sempre encontrará uma seita a lhe abrir risonhamente as portas para um novo matrimônio. E de vez em quando não aparece um maluco aqui e ali aprovando a poligamia? Lutero mesmo admitiu tal possibilidade: “Confesso, que não posso proibir tenha alguém muitas esposas; não repugna às Escrituras; não quisera porém ser o primeiro a introduzir este exemplo entre cristãos” (Luthers M.., Briefe, Sendschreiben (…) De Wette, Berlin, 1825-1828, II. 259 ). Não há uma pesquisa nos Estados Unidos que demonstra que entre os critérios para um evangélico escolher sua nova igreja está o tamanho do estacionamento? Eis o que é hoje o protestantismo.

    Vejamos neste passo a afirmação de Krogh Tonning famoso teólogo protestante norueguês, convertido ao catolicismo, que no século passado já afirmava: “Quem trará à nossa presença uma comunidade protestante que está de acordo sobre um corpo de doutrina bem determinado ? Portanto uma confusão (é a regra ) mesmo dentre as matérias mais essenciais” ( Le protest. Contemp., Ruine constitutionalle, p. 43 In I.R.C., Franca, L., pg 255. 7ª ed, 1953)

    Mas o próprio Lutero que saiu-se no mundo com esta novidade da sola scriptura viveu o suficiente para testemunhar e confessar os malefícios que estas doutrinas iriam causar pelos séculos afora: “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final, quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças” ( Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l ). Um outro trecho selecionado, prova que o Patriarca da Reforma tinha também de quando em quando uns momentos de bom senso: “Se o mundo durar mais tempo, será necessário receber de novo os decretos dos concílios (católicos) a fim de conservar a unidade da fé contra as diversas interpretações da Escritura que por aí correm” ( Carta de Lutero à Zwinglio In Bougard, Le Christianisme et les temps presents, tomo IV (7), p. 289).

  15. Que pena que os protestantes não buscam conhecimento, se buscassem iria chegar na mesma conclusão que o nosso irmão.
    A igreja católica se baseia num tripé a 1º é a sagrada tradição que jesus ensinou aos apóstolo, tudo que eles faziam a igreja segue até hoje, 2º a sagrada escrituras que é a bíblia, 3º o sagrado Magistério que são os bispos ,cardeais e o papa

  16. Amo a igreja católica, a verdadeira igreja de cristo.Temos devoção aos santos e não adoração.Adoramos somente a Deus, somente a Ele toda Graça e Louvor. Os santos são p nós exemplo de vida.

  17. Desculpa irmão da fé, então realmente você não é conhecedor da Bíblia, por que se fosse nunca teria voltado a religião católica, onde se ver tantas adorações a outros deuses, onde só devemos adorar apenas a um. Acho que seu erro foi ter ficado em um templo onde não segue realmente a palavra de Deus, e está errando em voltar para outra que é uma das mais que erram, como posso adorar a vários, se na Bíblia o senhor fala que devemos adorar apenas a ele, não fazer imagem de escultura, não seguir idolatria como as procissões que carregam imagens. Que o Espírito Santo possa te dar a verdadeira revelação do evangelho.

    1. nossa q blasfêmia nos católicos não temos outros d euses agora os protestantas sim Deus dinheiro ja vi cada coisa ridicula nessas seitas se eu fosse vc tinha vergonha de falar essas besteiras vai estudar e volta pra verdadeira igreja emquanto a tempo

    2. Lu Ângelo! quem não está sendo conhecedor da Bíblia, no caso é você.
      Se você pensa que julgar o outro não está errando, é porque não estuda a Bíblia. Jesus disse tire a trave de seu olho antes de querer tirar o cisco do olho de seu irmão.
      Se você realmente examinasse à Bíblia saberia que há uma grande diferença entre imagem de escultura, à que Deus referiu; e a imagem dos Santos que serviram à Deus aqui na terra.

      1. Lú Ângelo,também tem escrito na bíblia que Deus manda fazer imagem,quando Moisés estava tirando o povo da escravidão do Egito,mandou que Moisés fizesse uma serpente de bronze quando alguém fosse mordido por uma cobra,era só olhar para a serpente de bronze é seria curado,também mandou fazer duas imagens de anjos para guardar a arca da aliança,Querubim e serafim,é só pesquisar na Bliblia que vc encontrará,o que vc precisa é entender o contexto em que esse texto foi escrito ,só assim deichará de dizer o que não sabe…

        P

    3. meu irmão na fé lu angelo. primeiramente vivenciamos o evangelho da biblia sagrada. comemos o pão eucaristico que o próprio cristo nos ensinou para que sejamos sempres alimentado com seu corpo e sangue. erros todos nós vamos cometer, pois somos seres humanos. mas quando reconhecemos nossos erros e nos arrependemos Deus nos renova traves dos seus sacramentos que ele mesmo deixou na sua igreja. os primeiros cristãos que andavam com jesus vivia com jesus cometeram muitos erros, abandonaram, fugiram, negaram. mas o próprio cristo edificava eles mesmo depois de terem sido batizados e abandonado tudo por causa do seguimento de jesus. se a igreja erra, isso vem desde que jesus fundou através dos seus apóstolos mas ela é a que tem toda autoridade para perdoar pecados e ligar e desligar no seu e na terra. tudo isso foi dado para a igreja da própria boca do filho de Deus e ninguém mais. meu irmão aqui na terra vc pode fazer o que vc quiser pra não errar, mas vai errar. mesmo se convertendo mas vai cometer falhas na vida. onde não vai aver erros só no céu, pois lá tudo é santo e,para entrar lá tem que ser santo ou não entra. A igreja católica não é do papa, não é do bispo, não é do padre. não foram esses que fundaram essa igreja, mas quem é dono é próprio jesus pois tudo veio dele. se vc quer questionar essa igreja pode sim tudo bem, mas questione o próprio jesus se é que vc pode ver ele ou quando ver ele e estar com ele. pergunte porque ela erra muito tire suas dúvidas. agora não venha querer julgar os homens que servem a Deus através da igreja porque eles apenas fazem a vontade do pai através do nosso ministro maior que é o espirito santo. se vc não erra porque não está no céu? se sua igreja não erra porque que tem muitas divisões? primeiramente também agradeça a Deus pela igreja católica, porque se não fosse por ela, vc e sua igreja não existiria. se vc anda com uma biblia de baixo do braço é porque a igreja guardou isso por muito tempo, e a única que zelou para organizar tudo desde o início e da própria palavra de Deus que é o jesus. vc tem que estudar muito pra saber da história. só podemos falar de alguma coisa conhecendo primeiro. não podemos falar de algo que não conheço, pois estou cometendo erros comigo mesmo. jesus mesmo diz: não julgais para não seres julgados. jesus veio na terra não julgou ninguém, mas só perdoou de todo amor. então meu irmão o que vc fala não tem serventia de nadae não vale de nada. tire sempre a trave que estar no seu olho. seus julgamentos só tem a prejudicar vc e suas criticas são um lixo diante de Deus. acredito em jesus e na sua igreja fundada por ele mesmo e, não em igreja que vem dos homens. desculpa mas temos que ser humildes e ser irmão de todo irmão sem fazer distinção de nada assim como jesus não fez. servi a Deus amando todas as pessoas para que teremos um mundo melhor, sociedade melhor e verdadeiros adoradores de cristo em espírito e em verdade. não importa a religião hoje em dia,pois quando jesus veio já existia muitas religiões. mas o importante e que seguimos a cristo e fazemos sua vontade sendo obedientes, vivendo o evangelho e amando sem medida o amor de cristo…

    4. Lu Angelo, acho que quem nao conhece a biblia aqui é vc.. Acho que quem nao conhece as coisas do mundo aqui é vc.. Vc ja foi a um terreiro de macumba??? Vc devia ir p vc entender o que é adoraçao e idolatria e dai então vc iria respeitar a igreja católica. Quem é Lutero??? Um homem.. A igreja catolica foi fundada sobre as bases forjadas por Jesus, como ele quis.. Sabe um templo que nao segue a palavra de Deus, aqueles que colocam o pastor a cima do bem e do mal… Vc vem falar de procissão? Ta falando do cirio?? Com certeza! Querido em uma procissão tem mais fé e amor que vc ja teve na sua vida toda… Não fale do que vc não conhece, a igreja catolica nao adora Maria, nos católicos, a amamos a respeitamos e a honramos pq Deus a escolheu, a amou e a honrou primeiro.. Vc anda com a biblia embaixo do braço e acha que pode abrir a sua boca p falar de Maria que carregou o proprio cristo no ventre? Ela merece respeito pq ela disse o sim, quando poderia dizer não. Ela nao é Deusa mas depois de cristo nessa terra ela foi a maior, ela é simbolo de amor. Respeite-a. Pq se vc crê que cristo é o Salvador e morreu por nós, respeite aquela que disse sim pra vc teressa chance!

  18. Pena que somente o ato da eucaristia tenha lhe convencido de que só existe uma única igreja de CRISTO. É muito pouco para um Reino ilimitado como é o Reino de DEUS. Tenha sucesso com sua nova fé, enquanto a mim a Bíblia Sagrada me basta, em sua totalidade e não fracionada ou limitada a um tema ou ordenança.

    1. Indico a você a Bíblia Ave-Maria. Leia o Salmo 113 que vem acompanhado do Salmo 115 do texto hebraico. A Igreja Protestante ao invés de fazer a leitura da forma como se encontra não teriam excluído. Aconteceu que o Salmo 113, da Protestante, não acompanha o 115, criando assim uma verdadeira confusão.Acredito na primeira pois foi ela quem indicou quais livros fariam parte da Palavra de Deus.

  19. Olá, eu queria um email de contato. Sou católica e meu noivo evangélico, de cabo a rabo minha familia é católica, estamos tentando fazer com qe ele venha pra nossa fé. Vce já passou pela experiência e eu gostaria muito qe me ajudasse. Beijos

  20. Que alegria ler seu testemunho! Muitos não irão compreender, como já vemos aí nos comentários, mas quem conhece de verdade a Santa Igreja Católica e tem uma experiência verdadeira com a Eucaristia não larga por nada! Desculpem os protestantes mas a doutrina , o Culto de vcs são vários. Vocês só verão isso quando entenderem a Eucaristia.

  21. Lindo testemunho, muito edificante mesmo, nos traz, cada vez que vemos testemunhos como o seu, a certeza da vida eterna e da verdadeira fé em Jesus Cristo e na Santa mãe Igreja Católica Apostólica Romana.

  22. Parabéns meu irmão na fé, nasci católica e quero ir ao pai católica, pois esse Deus vivo da nossa igrejá me curou de um câncer. E aprendi com os meus pais que adorar somente a Deus, os Santos são aqueles que fizeram a sua vontade aqui na Terra, sua Própria mãe diz ¨EIS a¨serva do Senhor faça se em mim segundo a tua palavra¨. Felicidades e fique na Paz do Senhor

  23. Parabéns para vc, parabéns para nós, hoje e sempre louvado e adorado seja Nosso Senhor. Lindo testemunho, eu retornei a igreja a uns 2 meses depois de 10 anos afastada, diferente de vc nunca fui numa igreja protestante, sempre tive certeza da minha fé em Deus e na doutrina da Igreja Católica, apesar de ter ficado tanto tempo afastada. Enfim, obrigada por seu testemunho, com certeza me fez ficar ainda mais feliz por estar onde estou, e ter ainda mais forças para continuar e fazer a vontade de Deus em minha vida.

  24. Parabens pela coragem e humildade, de voltar
    para casa do Pai reconhecendo a Santa Igreja
    Católica Apostolica Romana, Estabelecida por Cristo
    Nosso Senhor, e prepare-se, muitas batalhas
    ainda virão, até de Louco te chamarão, mas não temas
    Cristo é com tigo, fique na Paz de nosso Senhor
    Jesus Cristo.

  25. Nice, vai estudar a Igreja Primitiva! E se quiser tirar o cisco do olho do irmão, antes tire a trave de seus olhos! Ninguém está pedindo nada a vc, apenas Cristo quer que vc deixe de lado o orgulho e a ignorância, que são duas marcas do perfil do protestantismo e se deixe ser acolhida na Verdadeira Igreja de Cristo!

    1. Parabéns amigo,assim como EU,voltamos a luz,a unidade,também já frequentei assembléia e demais igrejas,tinha um vazio tão grande,quando fui apresentada a verdadeira igreja de Cristo e conheci o Espírito Santo,tive a certeza que ali era e seria o meu lugar,nunca fui tão feliz,realizada e segura.AMO A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.

  26. Seu problema e que VC deixou de estudar a bíblia, para estudar livros, Ninguém vai ao Pai se não pelo Filho, só se pode interceder se tiver vivo, ou seja eu, VC, nois, e especialmente Jesus, pois o meu Rei vive ressuscitou,.quem leva pró céu e Jesus não é a igreja, VC tem que mudar e de vida não de “casa”.

    1. Nada poderá nos separar do amor de Deus que esta em Cristo Jesus, nem a Espada (morte). Rom 8. Se buscou a santidade na terra, quando fizer sua passagem para a vida eterna continuará em santidade e intercederá. Leia Apoc 8,3.

  27. Bom não tenho nada contra cada um tem a sua fé.
    Se vc vê dessa forma q sou eu pra dizer o contra.Só digo q não tem coisa melhor do q servir a Deus e andar no direcionamento do espírito santo, isso são para poucos e quem tem não que perder isso por nada.
    Porque na bíblia fala só iremos ao pai pelo filho e para chegarmos ao filho e pelo espírito santo e disso na minha vida não abro mão.

    1. Minha querida, e quem disse que ele não está servindo a Deus ou deixando de andar no direcionamento do Espírito Santo? Ele agora mais do que nunca tem sua fé identificada com a dos primeiros cristãos e sobretudo agora crê que Jesus é o caminho a verdade e a vida.