Blog do Carmadélio

* Quem fundou “sua” igreja?

Um quadro que fala por sí só.

Ano Denominação Origem Fundador
~33 Fundação da Igreja Católica Palestina Jesus Cristo
~55 Igreja Católica se fixa em Roma, com Pedro e Paulo

1054 Igreja Ortodoxa Constantinopla Miguel Cerulário
1521 Igreja Luterana Alemanha Martinho Lutero
1523 Anabatistas Alemanha Zwickau
1523 Batistas Menonitas Holanda Menno Simons
1531 Igreja Anglicana Inglaterra Henrique VIII
1536 Igreja Presbiteriana Suiça João Calvino
1592 Igreja Congregacionalista Inglaterra John Greenwood e outros
1612 Igreja Batista Arminiana ou Geral Inglaterra John Smith
~1630 Sociedade dos Amigos (Quakers) Inglaterra George Fox
1641 Igreja Batista Regular ou Particular Inglaterra Richard Blount
1739 Igreja Metodista Inglaterra John Wesley
1816 Igreja Adventista EUA Willian Miller
1830 Mórmons EUA Joseph Smith
1865 Exército da Salvação Inglaterra Willian Booth
1878 Testemunhas de Jeová EUA Charles T.Russel
1901 Igreja Pentecostal EUA Charles Parham
1903 Igreja Presbiteriana Independente Brasil Othoniel C. Mota
1909 Congregação Cristã no Brasil Brasil Luís Francescon
1910 Igreja Assembléia de Deus EUA/Brasil D.Berg/G.Vingren
1918 Igreja do Evangelho Quadrangular EUA Aimée McPherson
1945 Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB) Brasil Carlos D.Costa
1955 Cruzada o Brasil para Cristo Brasil Manoel de Mello
1962 Igreja Deus é Amor Brasil David Miranda
1977 Igreja Universal do Reino de Deus Brasil Edir Macedo

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Bom dia. Bençãos e Paz.
    Li um documento aqui composto de 5 partes sobre quem fundou sua igreja, mas que a partir do 1 acesso não consigo novamente acessá-lo, gostaria de tê-los novamente para evangelizar familiares que estão indo para outras. denominações, como posso consegui-los?

  2. Nas palavras do Cardeal Newman, “quem adentra na História, deixa de ser protestante”.
    Ora antigamente quando eu não conhecia uma história séria e sim esse lixo de colégial, tinha receio quando se falava no passado da Igreja Católica. Mas atualmente buscando fontes sérias posso dizer o mesmo que o Cardeal: toda a história dá testemunho a favor da Igreja Católica.
    Quem não tem legitimidade o que fará? Atacará a historia a Tradição e tudo aquilo que estabelece a diferença entre ambos, no fim nos nivelando sim “por baixo”.
    A Igreja Católica possui muita coisa que o protestantismo não tem ou rejeita, mas o que o protestantismo possui? A Biblia? Que pena, receberam de nós e ainda assim reticentes sobre sua totalidade.
    Afinal, onde está o elemento sobrenatural na doutrina protestante? Se o seu culto é centralizado no homem e não em Deus? Se o seu culto é apenas para nossos ouvidos, bem diferente da dupla interação da Liturgia Católica: da Palavra e Eucarística? O que nos oferecem em troca de uma Fé unica, sedimentada em dogmas baseados na Revelação (escrita e não escrita), em troca dos Sacramentos e sacramentais? Da Igreja Triunfante constantemente intercessora por nós? Da doutrina justa e misericordiosa do purgatório? Da Maternidade da Mãe de Deus? De Jesus vivo e presente na Eucaristia?
    O que nos oferecem em troca para que abandonemos tudo isso e muito mais? A Bíblia? Vilipendiada por interesses pessoais?
    Desculpem-nos já a possuimos e principalmente: quem dela dê a correta interpretação.
    É uma pena pois em muitos desses irmãos pode-se ver a sincera vontade de servir a Deus, mas foram pegues em uma armadilha que já nasceu no erro.
    Ninguém precisa acreditar em mim aqui, mais uma vez faço o convite: adentre a história VERDADEIRA e veja para onde ela aponta.

    Vinde Senhor Jesus!

  3. Convido o JR MELO a estudar os escritos dos Padres da Igreja. No mínimo, leia isso aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ireneu_de_Lyon . Veja o Irineu já falava da primazia do bispo de Roma, que é o Papa.

    Leia também um pouco sobre Inácio de Antioquia: http://pt.wikipedia.org/wiki/In%C3%A1cio_de_antioquia . Repare a data em que ele nasceu e morreu. Agora veja o que ele escreveu: ” Onde está Cristo Jesus está a IGREJA CATÓLICA”(Carta aos Esmirniotas , que pode ser lida aqui, no número 8: http://www.tradicaocatolica.com.br/pais-da-igreja/tratados/26-carta-aos-esmirniotas ) Hum… IGREJA CATÓLICA? Olha, a “Igreja de Deus” já tinha nome… E isso antes do ano de 110, que foi quando S.Inácio morreu… Nossa, mais de 200 anos antes do Primeiro Concílio de Nicéia!!! Note que a Bíblia terminou de ser escrita por volta dos anos 95 a 100 d.C., que foi quando S.João terminou de escrever o Apocalipse. Então, o que Inácio de Antioquia escreveu foi no máximo 15 anos após a Bíblia terminar de ser escrita, ou seja, realmente corresponde à Igreja primitiva que, como diz Inácio, é a Igreja Católica.

    Aproveito a situação pra falar também da Bíblia. Se não fosse a Igreja Católica, os protestantes não teriam nem sua bíblia mutilada, pois, como li em algum lugar, “a Bíblia é filha da Igreja” e não o contrário. Foi à Igreja Católica que Deus deu o discernimento para ver quais livros eram inspirados e quais não eram. E isso não ocorreu no Concílio de Trento, como dizem os protestantes. No Concílio de Trento, na Sessão IV, apenas se define como dogma a lista dos livros da Bíblia. Segue um trecho desse Sessão:

    “E para que não surja dúvida a alguém a respeito dos livros que são aceitos pelo mesmo Concílio, resolveu ele ajuntar a este decreto o índice dos Livros Sagrados. São portanto os que a seguir vão enumerados:

    Do Antigo Testamento: os 5 de Moisés, a saber: Gênese, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio; Josué, Juizes, Rute, os quatro dos Reis, os dois do Paralipômenos, o primeiro de Esdras e o segundo, que se chama Neemias; Tobias, Judite, Ester, Job, o Saltério de David com 150 salmos, os Provérbios, o Eclesiastes, o Cântico dos Cânticos, Sabedoria, Eclesiástico, Isaías, Jeremias, com Baruque, Ezequiel, Daniel; os 12 profetas menores, isto é: Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Nahum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias; o primeiro e o segundo dos Macabeus.

    Do Novo Testamento: Os quatro Evangelhos: segundo S. Mateus, S. Marcos, S. Lucas e S. João; os Atos dos Apóstolos escritos pelo evangelista S. Lucas; as 14 epístolas de S. Paulo: aos Romanos, duas aos Coríntios, aos Gálatas, aos Efésios, aos Felipenses, aos Colossenses, duas aos Tessalonicenses, duas a Timóteo, a Tito, a Filêmon, aos Hebreus; duas do Apóstolo S. Pedro; três do Apóstolo S. João; uma do Apóstolo S. Tiago; uma do Apóstolo S. Judas; e o Apocalipse de S. João. Se alguém não aceitar como sacros e canônicos esses livros na íntegra com todas as suas partes, como era costume serem lidos na Igreja Católica e como se encontram na edição antiga da Vulgata Latina; e desprezar ciente e premeditadamente as preditas tradições: – seja excomungado.”
    (http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:ps5bCV2boCAJ:www.montfort.org.br/index.php%3Fsecao%3Ddocumentos%26subsecao%3Dconcilios%26artigo%3Dtrento%26lang%3Dbra+concilio+de+trento&cd=6&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br&client=opera ou http://history.hanover.edu/texts/trent/ct04.html )

    Mas isso não significa que anteriormente estes livros não faziam parte da Bíblia, como dizem alguns protestantes. Basta ver que na Bíblia de Gutenberg, que foi impressa entre 1450 e 1455, ou seja, quase 100 anos antes do Concílio de Trento, os livros ausentes nas bíblias protestantes já estavam presentes. Veja a lista dos livros da Bíblia de Gutenberg aqui: http://prodigi.bl.uk/treasures/gutenberg/search.asp
    . Nesta Bíblia também estão presentes III e IV Esdras, pois estavam em anexo na Vulgata, mas esses livros nunca foram considerados inspirados (http://www.newadvent.org/cathen/05535a.htm) , como se verá também abaixo.

    Mas a lista mais antiga dos livros bíblicos, se não me engano, é feita pelo Concílio de Roma (veja http://pt.wikipedia.org/wiki/Conc%C3%ADlio_de_Roma ). É também citada no Concílio Regional de Cartargo, veja http://pt.wikipedia.org/wiki/Conc%C3%ADlio_de_Cartago . E os Pais da Igreja fazem amplo uso dos livros não aceitos pelos protestantes. Hum… isso na Igreja Primitiva… que é a Católica…? Pois é…
    E também no Sínodo de Hipona se dá a lista dos livros inspirados. (http://en.wikipedia.org/wiki/Synod_of_Hippo , em inglês).

    Esse Concílios não foram ecumênicos mas sempre foram confirmados pela Igreja. E a polêmica do cânon bíblico acabou definitivamente com o Concílio de Trento, que apenas confirmou como dogma o cânon apresentado pelos concílios acima.

    ***É bom notar que os 4 livros de Reis citados são atualmente chamados de I e II Samuel e I e II Reis; e Paralipômenos é atualmente chamado de Crônicas; 2 livros de Esdras = Esdras e Neemias. Jeremias anteriormente incluia também o livro das Lamentações e Baruc, que foram posteriormente separados.

  4. meu caro irmao eu tinha muitos quest bastou cair o testemunho do ex pastor sidner,0 ex pastor franc diacono e o livro um belo jardim, nossa como fermentaram minha fé nao preciso tirá a fé de outros tenho visto muitas maravilhas quando busquei os sacramentos e tudo isto tem me sustentado, hoje conheço a comun catol shalom e dela bebo muita formaçao no qual servirao de aliscese,DEUS ABENÇOE SHALOM

  5. “È lastimavel o quanto os catolicos são induzidos ao erro de achar que JEsus atribui a PEdro o seu ministerio…”

    JR MELO, convido à você irmão pegar a sua Bíblia, a sua mesma que você sempre lê e recorre sempre que necessitas, abra no Evangelho de São Mateus 16, 13-19.Leia com bastante atenção principalmente no versículo 19 ok?

    Shalom para todos!

    Fiquem com Deus e o Amor de Maria…

  6. È lastimavel o quanto os catolicos são induzidos ao erro de achar que JEsus atribui a PEdro o seu ministerio , onde a palavra de de Deus é clara e irrefutavel que Jesus é o noivo que vira arrebatar a sua noiva , sua Igreja .A igreja que JEsus se refere são os santos e os que servem a Ele na sua sã o doutrina. O proporio termo “igreja ‘ em grego que se escreve “eklesia ” quer dizer “chamados para fora” .A Igreja de Deus sao os chamados para fora deste sistema corrupto e uimundo chamado secularismo sobre o qual é bom sque se diga está o vaticano co todas suas heresias e paganismo . A lista aciam cita homens que teem seus ministerios aasim como tiveram a igreja primitva, como a IGreja de GAlatas, a Igreja de EFesos e outras mais citadas em Atos dos Apostolos. . Se queres dizer que Jesus criou uma Igreja, então diga que Ele criou a IGREJA CRISTÃ PRIMITIVA. Não a Igreja Católica que surgiu em 325 com o Concíio de Nicía, após a conversão de Constantino, Imperador Romano em 313.

    1. Caríssimo,

      Só me responda:

      Antes de 325, onde estava a Igreja?
      Quem trouxe a fé até 325?
      Quem definiu antes desta data o Cânon biblico?
      Até tolero as velhas pendengas protestantes das imagens e idolatria, embora fundamentalistas. Mas, usar a história para tentar desqualificar a Igreja de Cristo a partir de uma fé surgida 1.500 anos depois de Cristo ter fundado a Igreja católica, é atirar um tiro no pé.

  7. Claro que só existe uma Igreja Catolica Apostolica Romana, a qual Jesus deu a altoridade de anunciar o evangelho, mas infelizmente o nosso bom povo por falta de cultura religiosa(catequese)vem procurando outras religiões são pessoas que normalmente não vivem a fé catolica e qualquer ventinho que vem pula para outro lugar.A nós catolicos que vivemos nossa fé com intensidade é procurar ser discipulo missionario.
    Obrigado

  8. Augusto,

    Embora eu esteja a repetir o que disse o Cramadélio para ti: FALA SÉRIO!

    Falastes de referencial histórico… Você realmente estudou história? NUnca ouviu falar dos povos semitas? Nunca leu nada a respeito das bases do judaísmo e logo após o cristianismo, que há fontes históricas de sua “fundação” em no mínimo duas ou três décadas antes do marco que divide a história da humanindade em duas (JESUS CRISTO).
    Veja, caro Augusto… Ele divide até a história em duas AC e DC.

    Espero que a tua vida seja renovada também e você dirá quando foi ou é o teu AC e o teu DC.
    Deus o proteja e guarde… PAZ E BEM!

  9. Caríssimo Carmadélio.

    Na minha opinião só existe uma igreja, que é aquela fundada por Jesus Cristo, a Católica Apostólica Romana. As outras pra mim não são consideradas igrejas. Não passam de locais onde pessoas se reunem para buscar ao Senhor e se encontram para louvar a Ele. Claro que existe sim a fé no Senhor, por parte de algumas dessas pessoas que criaram e que criam outras “igrejas”. Existe inclusive poder nessas pessoas por intermédio do Espírito Santo. Mas pra mim só existe a Santa Igreja, una e Católica. Gostaria de ouvir sua opinião em relação a isso.

    Jardel – Teresina

  10. “~33 Fundação da Igreja Católica Palestina Jesus Cristo ”

    Por favor, gostaria de uma referência histórica concreta (a Bíblia vale parcialmente). Visto que todas as outras referências são históricas e universalmente aceitas.

    Obrigado.