* Que o trabalho não destrua a família, ela é o principal ‘negócio’ da vida!

O trabalho dignifica o ser humano e é o meio para proporcionar o bem-estar material à família. Mas nem sempre é fácil, para o homem e para a mulher, chegar a esse equilíbrio trabalho-família, levando em consideração as exigências do mundo empresarial do mundo de hoje. As seguintes recomendações pretendem servir de reflexão sobre o…

* Você trabalha para viver ou vive para trabalhar?

“Eu trabalho para viver ou vivo para trabalhar?”: está é uma pergunta que a maioria das pessoas se faz em algum momento da vida. É que, em algumas ocasiões, o trabalho pode se tornar tão absorvente, que leva a descuidar de outras áreas do desenvolvimento (pessoal, familiar, social, física, espiritual). O trabalho é fonte de…

* Buscando a Deus no trabalho ordinário.

Por Albino Luciani Último artigo publicado pelo cardeal Luciani no Il Gazzetino, de Veneza, a 25-VII-1978, antes de ser eleito o Papa João Paulo I; versa sobre São Josemaría Escrivá, Fundador do Opus Dei. Em 1941, o espanhol Víctor Garcia Hoz, depois de confessar-se, ouviu o sacerdote dizer-lhe: “Deus o chama pelos caminhos da contemplação….

* As mulheres ensinam aos homens que o trabalho não é tudo na vida.

Zenit A diferença de tratamento e de oportunidades entre homens e mulheres na sociedade diminuiu significativamente em diversas áreas, tais como o acesso à saúde e à educação, mas, não acontece o mesmo no campo do trabalho. Enquanto isso, hoje, tem havido uma grande mudança: os jovens trabalhadores ao contrário de antes, pensam como as…

* Você quer ser competente? Descubra então o ponto de partida. Imperdível.

Zenit Nesta entrevista, o professor Gabriel Ginebra, doutor em administração de empresas, fala da sua obra “Gestión de Incompetentes: un enfoque innovador de la gestión de personas”, http://www.librosdecabecera.com/gestion-de-incompetentes , um livro que está causando impacto nos ambientes do management. O reconhecimento da incompetência, a sua própria e a dos outros, é o princípio da aprendizagem, segundo…

NÃO “deixar a vida me levar”,mas levar a vida!

Numa ocasião em que dava uma palestra para um grupo de advogados, fizeram-me a seguinte pergunta: “Qual é a coisa mais importante que você já fez na vida?” A resposta veio-me à mente de imediato, mas não a dei, pois as circunstâncias não eram apropriadas. Como advogado que trabalha na indústria do espetáculo, sabia que…