Homem segundo o coração de Deus

Meninas ficam com medo de banheiros transgêneros e deixam de ir à escola, no Reino Unido.

Pais e professores no Reino Unido estão alertando os administradores das escolas de que a política de banheiros transgêneros adotadas deixaram muitas meninas se sentindo inseguras e estão colocando até mesmo sua saúde em risco.

As meninas que estão menstruando estão tão ansiosas em compartilhar as instalações com os meninos que algumas ficam em casa por medo de sentirem ‘vergonha’ em frente aos meninos, de acordo com o Daily Mail.

Um número crescente de escolas primárias e secundárias do Reino Unido está em processo de instalação de banheiros ‘unissex’.  Pais e professores disseram ao jornal Daily Mail que as alunas se sentem muito desconfortáveis ​​e até inseguras ao compartilhar banheiros com os estudantes do sexo masculino.

A pressão por banheiros unissex no Reino Unido foi projetada para “incluir mais crianças que se identificam como transgêneros e desejam usar o mesmo banheiro que o sexo oposto”. Mas no último domingo (6), políticos e médicos pediram que as escolas interrompessem a implantação da política de banheiros unissex.

Alerta

A Dra. Tessa Katz disse ao Daily Mail que manter a urina por períodos prolongados regularmente pode aumentar o risco de meninas sofrerem de infecções urinárias e da bexiga.

“Os efeitos psicológicos sobre as meninas que não se sentem seguras o suficiente para usar banheiros mistos também são preocupantes”, disse Katz ao jornal.

Enquanto isso, a implantação dos banheiros unissex nas escolas também provocou reação da maioria dos pais que dizem que não foram informados sobre a mudança na escola de seus filhos. Muitos dizem que não foram consultados antes da escola mudar os banheiros de masculino e feminino para para “gênero neutro”.

A Escola Primária Deanesfield, em South Ruislip, oeste de Londres, foi a escola mais recente a passar pela troca de banheiros. Os pais lançaram uma petição no mês passado contra a instalação dos banheiros unissex.

Uma mãe indignada que tem filhas de quatro e oito anos de idade frequentando a escola disse ao Daily Mail: “Os cubículos estavam abertos na parte inferior e superior, para que os alunos mais velhos possam facilmente subir nos banheiros e espiar”.

Stephanie Davies-Arai, porta-voz do grupo de pais, disse que as escolas foram informadas erroneamente pelas organizações ativistas transgênero de que estariam “violando as leis de igualdade do Reino Unido por não mudarem para banheiros de gênero neutro”. Ela disse que há claras isenções sob as leis de igualdade existentes que tornam perfeitamente legal ter banheiros para pessoas do mesmo sexo.

Fonte Original AQUI


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *