Homem segundo o coração de Deus

Qual o problema no uso de “brinquedos” eróticos na vida conjugal?

Agathe e Pierre, casados ​​há 25 anos, encontram um desequilíbrio em sua vida conjugal, com uma diminuição do desejo nela e algumas falhas no caso dele. Por acordo mútuo, eles decidem ‘inovar’ vida sexual com o uso de ‘brinquedos eróticos’.

Esses objetos, que se tornaram tão populares agora, são anunciados e prometem maravilhas. No entanto, uma vez que a novidade é amortizada, entra um vazio que fica instalado, ainda mais desconfortável, e faz Agathe dizer: “Tenho a impressão de me perder cada vez mais e não sei o que fazer”. E tudo apesar do casal se entender muito bem e valorizar estar juntos.

O uso de brinquedos eróticos não é suficiente para criar desejo.

Os momentos de cansaço e estresse inerentes à vida cotidiana contribuem muitas vezes para a diminuição da expressão amorosa. No entanto, a vida amorosa é essencial para o bom funcionamento dos relacionamentos conjugais.

Às vezes, a criatividade ajuda a sair de uma rotina sem graça. Sem dúvida, é isso que muitas pessoas pensam, como Agathe e Pierre: com novas práticas, o casal certamente encontraria o prazer dos primeiros anos. No entanto, eles confundiram entusiasmo e desejo.

O uso de brinquedos eróticos e outras práticas não são suficientes para criar desejo. Buscar apenas a excitação sexual em si mesma objetifica o corpo do outro. Tanto mais quanto mais intensidade será sempre necessária para buscar a satisfação mínima que inevitavelmente será cada vez mais decepcionante.

Qualquer prazer que não carrega um significado espiritual (num sentido amplo) necessariamente leva ou a uma perda de desejo ou à dependência. É o sentido que damos aos gestos que os humaniza.

A técnica não substitui o dom de nós mesmos. Sim para a novidade, sim para a surpresa… mas não qualquer uma! E não em nenhum contexto!

Marie-Noël Florant


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *