Projeções de Fé

Juntos pelo acaso

JuntosPeloAcasoSinopse: Holly Berenson (Katherine Heigl) e Eric Messer (Josh Duhamel) se conhecem, mas o primeiro encontro deles é um verdadeiro desastre. A única coisa que eles têm em comum é a paixão pela afilhada Sophie (Alexis Clagett/Brynn Clagett). Só que um acidente fatal deixou a menina órfã dos pais e a dupla foi designada para cuidar da pequenina. Obrigados a permanecerem juntos para cuidar dela, eles enfrentam as dificuldades típicas de quem passa a ser pai e mãe de uma hora para outra e começam a se entender melhor.

Você já passou por alguma situação em que disse: “só por Jesus que eu faço isso…” ou então: “só Jesus mesmo para me fazer estar com tal pessoa”? Pois é. Realmente só Jesus para nos fazer passar por determinadas coisas, e é sabendo das nossas fraquezas que Ele cria estas ocasiões para que possamos vencer as nossas próprias indiferenças em relação a algo ou alguém.

O filme trata do convívio entre Holly e Messer, que não se dão bem, mas precisam aprender a lidar um com o outro para, juntos, tomarem conta da afilhada Sophie. Nesse aspecto, a mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2017 se encaixa perfeitamente, quando através da parábola do homem rico e Lázaro ele diz que precisamos ver o outro como um dom:

“A justa relação com as pessoas consiste em reconhecer, com gratidão, o seu valor. O próprio pobre à porta do rico não é um empecilho fastidioso, mas um apelo a converter-se e mudar de vida. O primeiro convite que nos faz esta parábola é o de abrir a porta do nosso coração ao outro, porque cada pessoa é um dom, seja ela o nosso vizinho ou o pobre desconhecido. (…) Cada vida que se cruza conosco é um dom e merece aceitação, respeito, amor. A Palavra de Deus ajuda-nos a abrir os olhos para acolher a vida e amá-la, sobretudo quando é frágil”.

Mais uma vez, é preciso voltar à mesma tecla: o amor é uma escolha! Não adianta achar que o amor é um mero sentimento ou aquilo que demonstramos somente a pessoas caras a nós. Decidir-se por algo implica aceitar de bom grado todas as suas bênçãos e renúncias, assim como Holly e Messer precisaram fazer por causa da afilhada.

Foi movido por este amor de decisão que eles escolheram “aguentar” um ao outro, para que Sophie continuasse tendo uma família e, a partir daí, foram se percebendo como um ‘dom’.

O interessante do filme é ir notando a mudança nas posturas de cada um, o que nos mostra que ao abrirmos o nosso coração, como nos pede o Papa, vamos descobrindo o quanto alguém pode ser muito mais do que nossos julgamentos pré-concebidos podem dizer. Se não fosse por Sophie, provavelmente eles jamais se aproximariam, mas acasos só são acasos para nós. Para Deus, sempre faz parte do plano.

CONFERIR2

Ficha técnica:

Gênero: Comédia.
Direção: Greg Berlanti.
Roteiro: Ian Deitchman, Kristin Rusk Robinson.
Elenco: Andy Buckley, Christina Hendricks, Jean Smart, Josh Duhamel, Josh Lucas, Katherine Heigl, Melissa McCarthy, Sarah Burns, Will Sasso.
Produção: Barry Josephson, Paul Brooks.
Ano: 2010.
País: Estados Unidos.
Distribuidora: Warner Bros.

Trailer

(Visited 886 times, 1 visits today)

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *