Projeções de Fé

Star Wars: A Ascensão Skywalker não entendeu o que é o bem e o mal

Sinopse: Com o retorno do Imperador Palpatine, todos voltam a temer seu poder e, com isso, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força.

Star Wars o que falar de ti, que tantas alegrias e decepções já me deste…

Gente, estamos reativando o blog, e não estamos aqui para defender nem muito menos atacar o último filme desta segunda trilogia. Trataremos de conotações e aprendizados católicos que podemos tirar da cultura pop.

Você está entrando na zona de spoilers!

Algumas coisas chegam a decepcionar neste último filme… o pior, para muitos, foi o regressar a fazer a força ser “acessível” a todo mundo, inclusive uma sucateira de um planeta insignificante. O menino pegando a vassoura usando a força no final do episódio passado ficou marcado no coração de tantos. Aquela mensagem de “não há discriminação na força, ela atinge literalmente tudo e todos” era, para alguns, uma lembrança da graça de Nosso Senhor que está aí para quem quiser fazer uso dela e para que todos possam ser salvos, uma vez que aderiram a essa graça oferecida através dos sacramentos da Igreja, mas, também o Senhor atrai pra Si de maneiras misteriosas.

O bem e o Mal

No filme foi enfatizado especialmente o equilíbrio. Na cena onde Ray e Ben estão presos pelo imperador é possível enxergar uma alusão muito clara ao “yin e yang” em que a moça que carregava uma herança do mal tinha escolhido o bem e um rapaz que trazia a semente da esperança em si tinha se voltado ao lado sombrio da força. Temos, muitas vezes, a tendência de acreditar que a nossa vida real e espiritual se contrabalançam e que, às vezes, a força de atração do pecado é mais forte agindo na nossa carne, mas isso é uma ilusão. A Graça de Nosso Senhor e a bondade de Sua misericórdia sempre serão maiores que a tentação e o pecado. Basta lembrar que o demônio é uma criatura de Deus e só subsiste por pura permissão de Deus. Lembremos também que o pecado não dura para sempre, uma vez unidos ao Senhor no céu, ou aparentemente separados d’Ele no inferno o pecado não existirá mais.

Fique atento

Fiquemos atentos, embora o universo Star Wars seja uma fonte de diversão, não podemos achar que dele tiraremos ensinamentos condizentes com a nossa fé. O filme é bem feito, tem uma fotografia belíssima e vale pela diversão. Mas em questão de fé e entendimento da revelação é um desserviço.

Se você está descobrindo nosso blog agora, dê uma olhada nos nossos outros posts sobre outros filmes analisados à luz da Fé.

Ficha técnica:

Gênero: Aventura / Ficção científica.
Direção: JJ Abrams.
Roteiro: JJ Abrams e Chris Terrio.
Elenco: Daisy Ridley, Adam Driver, John Boyega, Oscar Isaac, Lupita Nyong’o, Domhnall Gleeson, Kelly Marie Tran, Joonas Suotamo, Billie Lourd, Naomi Ackie, Richard E. Grant, Keri Russell, Mark Hamill, Anthony Daniels, Billy Dee Williams, Carrie Fisher e Ian McDiarmid.
Duração: 142 min.
Ano: 2019.
País: Estados Unidos.
Classificação: 12 anos.

Trailer

 

(Visited 421 times, 1 visits today)

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *